Terça, 28 Julho 2015 10:28

Escola de Nova União vai reaproveitar “lixo” que não é lixo

Publicado por
Avaliar
(0 Votos)

 

Lixo Valioso1O prefeito José Silva participou da reunião de lançamento do projeto

A Escola Municipal de Ensino Infantil e Fundamental (EMEIF) Marcos Adriano Issler, de Nova União, acaba de lançar o “Projeto Lixo Valioso”, tendo como público alvo alunos do Pré-Escolar ao 5º Ano, que trabalharão focados no tema “Educação Ambiental Coleta Seletiva”. O projeto durará durante todo o segundo semestre deste ano. O prefeito José Silva compareceu à escola, para reunião de lançamento, no final da manhã desta segunda-feira, 27 de julho. Direção e todos os professores da escola também marcaram presença. As professoras Celma Rodrigues Soares e Fabrícia de Souza Silva Emerick são as responsáveis pela iniciativa.

Lixo Valioso2O corpo docente da escola (com sua maioria esmagadora de professoras) e o professor Gabriel...

Do seu texto de nove páginas, o projeto destaca “o dever de todo cidadão em proteger e cuidar do ambiente, através de ações participativas, (...) importantes para a sustentabilidade ambiental, [fazendo] parte dessa abordagem a coleta seletiva, uma importante atividade que objetiva reduzir, reciclar e reaproveitar os resíduos sólidos produzidos pela população”.

Lixo Valioso3...discutiram ideias...

Partindo do princípio de que é impossível não produzir lixo, pode-se, no entanto, minimizar o problema com a reutilização de materiais recicláveis. Dentre as inúmeras vantagens da coleta seletiva, duas merecem destaque: diminuição da poluição da água, solo e ar; e da proliferação de doenças e contaminação de alimentos. “A separação de papéis, vidros, plásticos e metais (que representam em torno de 40% do lixo doméstico) reduz a utilização dos aterros sanitários, prolongando sua vida útil” – diz o projeto da Escola Marcos Adriano.

Entenda como tudo será feito? –O projeto explica que “a escola criará no pátio uma barraca para compra dos produtos que serão levados pelos alunos, como garrafas PET, latinhas de alumínio e caixas de leite devidamente limpos e secos. Esses produtos serão ‘vendidos’ na barraca da escola e receberão como pagamento a moeda local chamada ‘Consciência’ e o valor correspondente ao peso da mercadoria de acordo com tabela de valores pré-estabelecidos.”

Lixo Valioso4...e levaram seu apoio...

Ninguém muda o mundo sozinho, mas com cada um fazendo a sua parte os impactos ambientais serão minimizados. O projeto busca, entre outros objetivos, mudanças nas atitudes da comunidade escolar e que essas mudanças se estendam para a sociedade melhorando a qualidade de vida do ser humano.

Lixo Valioso5 ...ao projeto que busca diminuir o impacto ambiental causado pela destinação incorreta do lixo urbano 

Finalizando o semestre a escola organizará uma feira onde venderá produtos como livros infantis, jogos e materiais didáticos diversos, de boa qualidade, que serão adquiridos pelos alunos com a moeda “Consciência”. Nesse dia a comunidade será convidada a prestigiar o evento. O texto da escola conclui que “o projeto será avaliado ao longo de sua execução de forma continua através de observação direta e indireta dos gestores, professores, alunos e voluntários com registros, relatórios e fotografias”.

Texto (baseado no teor do projeto) e Fotos: Anfrízio Santana – Jornalista – MTb-SP: 59.957 (69) 3466-1122 ou 8107-0775 – Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. – Assessoria de Comunicação – Prefeitura Municipal de Nova União – RO